Close

Not a member yet? Register now and get started.

lock and key

Sign in to your account.

Account Login

Forgot your password?

Paulo Hartung prestigia posse de novos conselheiros do Corecon-ES

26 DE FEVEREIRO 250

O Conselho Regional de Economia do Espírito Santo (Corecon-ES) realizou no dia 24 de fevereiro, no auditório do Bandes, a solenidade de posse da sua nova diretoria, eleita para o triênio 2016/2018. Na ocasião, a entidade também promoveu o painel de debate “Tendências econômicas e oportunidades de negócios para empresas”.

O evento reuniu profissionais do setor, estudantes e importantes autoridades, como o governador Paulo Hartung, a secretária de Estado da Fazenda, Ana Paula Vescovi, e o presidente do Bandes, Luiz Paulo Vellozo Lucas, entre outros convidados.

Em seu discurso, Paulo Hartung parabenizou o Corecon-ES pela iniciativa de promover o debate. “Temos de valorizar eventos assim. Precisamos debater mais, não podemos tratar os assuntos só na superfície. É assim que vamos transformar as oportunidades e potencialidades em emprego e renda para o nosso povo”, afirmou o governador.

O presidente do Bandes, Luiz Paulo Vellozo Lucas, mostrou otimismo ao falar para os convidados. “O ambiente de negócios está ruim, o país enfrenta dificuldades enormes, mas o governo tem um corpo técnico motivado e engajado para buscar as soluções. O Espírito Santo tem sido um exemplo para o Brasil”, destacou.

Na solenidade, assinaram o termo de posse o presidente do Corecon-ES, Eduardo Reis Araújo; a vice-presidente, Danielle Nascimento; e os conselheiros José Antonio Resende Alves, Maria Celeste Ribeiro Pupa e Rodolfo Pinheiros Alvarellos. Wagner Fafá também integra o time de conselheiros, mas não pôde comparecer ao evento.

Eduardo Araújo agradeceu a confiança depositada na nova diretoria. “Vamos seguir focados nos nossos principais desafios: ampliar o número de registros e aprimorar a qualificação dos profissionais”.

O presidente ressaltou que o Corecon-ES pretende promover outros debates em 2016. “É importante tratar de temas relevantes para o desenvolvimento do Estado e do Brasil. Precisamos ter uma agenda positiva para buscar a solução dos problemas que enfrentamos”, avaliou.