Complexidade tributária e burocracia afetam empreendedores
Close

Not a member yet? Register now and get started.

lock and key

Sign in to your account.

Account Login

Forgot your password?

Complexidade tributária e burocracia afetam empreendedores

08 DE ABRIL 250

O ambiente regulatório de Vitória, que engloba regras e obrigações das empresas, será tema de debate promovido pela CDL Jovem Vitória, no próximo dia 13, na Ufes

Vitória é uma das cidades brasileiras com maior complexidade tributária. Isso quer dizer que os empresários esbarram em muitas dificuldades para pagar os impostos e acompanhar as atualizações relativas a tributos. Nesse quesito, a capital capixaba aparece na 24ª posição entre as 32 cidades avaliadas pela pesquisa “Índice de Cidades Empreendedoras 2015”, realizada pela ONG Endeavor Brasil.
O ambiente regulatório do município, que engloba as regras e as obrigações que devem ser seguidas por todo empreendedor, será tema de debate promovido pela CDL Jovem Vitória, no próximo dia 13, na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).
Os debatedores serão: o prefeito de Vitória, Luciano Rezende; a subsecretária de Desenvolvimento da cidade, Lenise Loureiro; o presidente da CDL Vitória, Cláudio Sipolatti; o diretor-presidente da Prodest, Renzo Colnago; o economista Bruno Funchal e o representante da Endeavor João Melhado.
De acordo com o estudo da Endeavor, o índice de complexidade tributária de Vitória é de 5,36. No que diz respeito às obrigações acessórias a cumprir, a capital apresenta índice de 4,49, enquanto a média geral é de 4,11. Com relação ao número de atualizações tributárias, a cidade alcança o índice de 246 – a média das outras cidades é de 194,09.
Segundo o presidente da CDL Jovem Vitória, Bruno Mazzei, o ambiente regulatório interfere diretamente nas operações das empresas. “Quanto mais ágil e descomplicado for o ambiente regulatório de uma cidade, mais o empreendedor poderá se concentrar no que realmente importa: oferecer um produto ou serviço melhor para o cliente, cuidar da sua equipe e pensar em como levar o seu negócio a outros patamares”, afirmou.

Projeto “InterAção”

O evento da CDL Jovem Vitória faz parte do projeto “InterAção”, idealizado pela Federação Capixaba do Jovem Empreendedor (Fecaje) e que ocorrerá durante a Semana Estadual do Jovem Empreendedor, de 11 e 15 de abril.
Empresários e representantes da academia, dos governos (municipal estadual e federal), de ONGs e da sociedade civil organizada terão a oportunidade de debater sobre cinco pilares de desenvolvimento do ambiente de negócios capixaba, indicados pela Endeavor Brasil: inovação, ambiente regulatório, acesso a capital, capital humano e cultura empreendedora. Os eventos são gratuitos.
O presidente da Fecaje, Luiz Felipe Coelho, espera expandir os horizontes para a saída da crise econômica, apresentando à sociedade a força da iniciativa privada. De acordo com ele, se o Estado instaurou a crise, não será ele a resolvê-la, mas a sociedade.
“O objetivo a curto/médio prazos é melhorar o ambiente de negócios capixaba, fortalecer a cultura empreendedora local e dar um bom exemplo neste cenário crítico em que vivemos. Não devemos esperar que o Estado nos dê uma solução, mas mobilizarmos a sociedade por essa solução. Temos de ser propositivos”, destacou.

Programação do “InterAção”

11/04 – Inovação
Local: CCE/Ufes
Inscrição: bit.ly/seje-inovacao

12/04 – Cultura Empreendedora
Local: CCE/Ufes
Inscrição: bit.ly/seje-cultura-empreendedora

13/04 – Ambiente Regulatório
Local: CCE/Ufes
Inscrição: bit.ly/seje-ambiente-regulatorio

14/04 – Acesso a Capital
Local: Auditório CCE/Ufes
Inscrição: bit.ly/seje-acesso-a-capital

15/04 – Capital Humano
Local: Ifes de Cariacica
Inscrição: bit.ly/seje-capital-humano

Horário: os debates começam às 18h30. Apenas o evento do dia 15/04 terá início às 18h. As vagas são limitadas.